Notícia Destaque

06/09/2019

MANEJO DE ÁGUA NO SOLO PARA IRRIGAÇÃO DE PASTAGENS NA REGIÃO NOROESTE DO PARANÁ

CAPACIDADE DE ÁGUA DISPONÍVEL - CAD
O uso de diversos critérios para a reposição da lâmina de água pela irrigação em pastagens na Região Noroeste do Paraná tem gerado muitas dúvidas aos produtores rurais pela falta de certeza quanto à reposição da quantidade de água necessária ao solo para o desenvolvimento das gramíneas. O problema é tal que, se em alguns casos o sistema de irrigação é acionado diariamente – mas sem critérios técnicos no período noturno, usufruindo da energia elétrica com menor custo oferecida pelo Programa de Irrigação Noturna (PIN) -, em outras situações o sistema de irrigação é acionado somente quando já ultrapassados os limites técnicos de manutenção da capacidade de água disponível (CAD) no solo.
Didaticamente, a CAD é comparada a um reservatório de água no solo como se fosse uma caixa de água que, quando cheia, estaria com a máxima capacidade de abastecimento de água para os moradores de uma residência.
O limite máximo de água da CAD seria constatado quando a caixa estivesse completamente cheia e a água começasse a escorrer pelo cano “ladrão”. Isso é determinado em laboratório num equipamento chamado de Mesa de Tensão, na qual cilindros metálicos de solo encharcados em água são drenados pela sucção de uma mangueira rebaixada a 1 m de altura da base daquele equipamento, até que essas amostras entrem em equilíbrio hidráulico, ou seja, não cair mais nenhuma gota de água. Por isso que esse conteúdo de água no solo foi definido tecnicamente como capacidade de campo (θCC) igual a pressão de 1 metro de coluna de água ou a tensão da água no solo de 10 kPa.
Continue a leitura no link: 

http://www.emater.pr.gov.br/arquivos/File/Biblioteca_Virtual/ManejoSoloAgua/ManejoAguaSoloParaIrrigacaoPastagensNoroeste.pdf

 

Fonte: Secretaria Executiva do Prosolo - Paraná

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.